Mitos e Verdades sobre a Vitamina D | Addera

Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Para mais informações, acesse o nosso Aviso Externo de Privacidade.

Imagem ilustrativa de sol.

O sol tem vitamina D.

Resposta correta!

Resposta incorreta!

Mito!

O sol não tem vitamina D. Na realidade, o que acontece é que as radiações ultravioleta do tipo B (UVB) desencadeiam uma reação química na pele humana que produz a vitamina D1.

Imagem ilustrativa de peixe e uma gota, repersentando o ômega 3.

Ômega 3 é vitamina D.

Resposta correta!

Resposta incorreta!

Mito!

Ambos são nutrientes essenciais para a saúde do organismo, mas não possuem nenhuma relação direta, nem semelhanças.

A vitamina D é um nutriente absorvido, principalmente, por meio da exposição à luz solar e que atua na absorção do cálcio e no funcionamento dos sistemas imune e muscular2.

Já o ômega 3 é uma família de ácidos graxos poli-insaturados que podem ser encontrados, principalmente, nos peixes gordos (salmão, atum, etc.)3. São conhecidos popularmente como as “gorduras boas”.

As principais funções dessas gorduras são o controle do colesterol LDL (“colesterol ruim”) e dos triglicerídeos3. Inclusive, são benefícios que podem ajudar na prevenção de doenças cardiovasculares3.

Imagem ilustrativa de um velocimêtro, representando o nível.

Vitamina D é de origem animal.

Resposta correta!

Depende!

A vitamina D pode ser encontrada em fontes animais e vegetais, como acontece no salmão, fígado e em alguns cogumelos. No entanto, a vitamina D produzida pela maioria das farmacêuticas é sintetizada artificialmente com alta tecnologia, o que não envolve a participação dos animais em qualquer processo da fabricação.2

Imagem ilustrativa de dois círculos contendo as vitaminas D e D3.

As vitaminas D e D3 são as mesmas.

Resposta correta!

Parcialmente verdade!

Essa é uma questão que pode ser respondida com “sim” e “não”, porque a vitamina D é popularmente conhecida como um nutriente.

Mas, do ponto de vista científico, este termo define um grupo de hormônios esteroides4. Ou seja, existem diversas formas desse composto4.

A chamada “vitamina D3” — também conhecida como colecalciferol — é uma das várias formas4. Ela é a mais conhecida do grupo por ser aquela produzida pelos animais, incluindo nós seres humanos4.

Então, de uma perspectiva popular, é possível dizer que as vitaminas D e D3 são as mesmas. No entanto, cientificamente, “vitamina D” é o nome do grupo e “vitamina D3” é o nome de um composto desse grupo4.

Imagem ilustrativa de uma cintura e duas setas apontando, repersentando a dúvida se vitamina D engorda.

Vitamina D engorda.

Resposta correta!

Resposta incorreta!

Mito!

Esse é um dos maiores mitos compartilhados sobre a vitamina D, porque ela não possui relação direta com o ganho nem com a perda de peso5. Afinal, ela não possui calorias e não altera o apetite.

As suas principais funções no organismo são o auxílio na absorção de cálcio e na regulação do sistema imunológico2. Processos que não estimulam o ganho de peso.

Imagem ilustrativa de uma pêra e uma maçã.

Frutas têm vitamina D.

Resposta correta!

Resposta incorreta!

Mito!

Não existem frutas que fornecem vitamina D ao organismo2. Ela é predominantemente encontrada em alimentos de origem animal, estando presente no salmão, fígado, sardinha e gema de ovo, por exemplo2.

Imagem ilustrativa de um rosto feminino com cabelo voando, representando um cabelo bem tratado pela vitamina D.

A vitamina D é boa para o cabelo.

Resposta correta!

Resposta incorreta!

Verdade!

A vitamina D é um importante nutriente para o nosso organismo. Sua deficiência pode estar relacionada a processos como a queda de cabelo, pois ela participa do processo de divisão celular que é essencial para o crescimento de novos fios6.

Então, sim, a vitamina D pode ser considerada boa para o cabelo6. Contudo, caso você esteja sofrendo com queda de fios, a recomendação é consultar um médico para descobrir a causa e fazer o diagnóstico correto.

Imagem ilustrativa de um corpo humano dentro de um escudo repleto de vírus ao redor.

A vitamina D é boa para a imunidade.

Resposta correta!

Resposta incorreta!

Verdade!

Sim, a vitamina D ajuda a manter a imunidade em dia, porque ela auxilia na modulação das respostas imunológicas inatas e adaptativas, que é um processo importante para o funcionamento e saúde do sistema imune7.

A suplementação pode ajudar no funcionamento do sistema imune de quem possui deficiência deste nutriente7.

Imagem ilustrativa de um sistema urinário.

A vitamina D é um bom diurético.

Resposta correta!

Resposta incorreta!

Mito!

A vitamina D não um diurético.

Os diuréticos são substâncias indicadas para o tratamento de hipertensão e insuficiência cardíaca que promovem o aumento do fluxo urinário, ajudando na eliminação de sódio8.

Imagem ilustrativa de um pote com comprimidos.

A vitamina D é uma vitamina.

Resposta correta!

Resposta incorreta!

Mito!

Por mais incrível que pareça, sim, esta afirmação é um mito. Apesar de seu nome, a vitamina D é um hormônio esteróide, porque ela é sintetizada pelo próprio organismo após o contato com as radiações UVB emitidas pelo sol9.

Além disso, ela regula diversas funções do organismo, desempenhando um papel bem semelhante ao dos hormônios9.

Mas, então, por que ela é chamada de “vitamina”? Isso se deve, principalmente, ao fato dela ter sido descoberta no início do século XX, época em que alguns recursos científicos eram limitados10.

Os cientistas da época chegaram a essa conclusão por conta de duas características semelhantes às das vitaminas:
- é uma substância solúvel em gordura10;
- não é produzida naturalmente pelo organismo10.

Apenas anos após a descoberta que outros cientistas constataram que se tratava, na verdade, de um hormônio10. No entanto, o termo “vitamina D” já havia sido difundido, não fazendo sentido alterá-lo para “hormônio D”.

Imagem ilustrativa de um velocimêtro, representando o nível.

O nível ideal de vitamina D é igual para todas as idades.

Resposta correta!

Resposta incorreta!

Mito!

Essa é uma questão muito relativa, porque diversos fatores influenciam na quantidade diária que você deve consumir, como idade, hábitos alimentares, nível de exposição ao sol, entre outros2.

Diante disso, é preciso consultar um médico ou um nutricionista para saber qual é a quantidade de vitamina D ideal para o seu organismo.

As recomendações gerais de ingestão diária de vitamina D são as seguintes:
- 400 UI para bebês2;
- em torno de 600 UI para crianças2;
- e entre 600 UI e 2000 UI para adultos2.

Mas, como dito, os números variam de acordo com diversos fatores.

  1. Engelsen O. The relationship between ultraviolet radiation exposure and vitamin D status. Nutrients. 2010;2(5):482-495.
  2. Office of Dietary Supplements. Fact Sheet for Health Professionals: Vitamin D. U.S. National Institutes of Health. 2018.
  3. Office of Dietary Supplements. Fact Sheet for Health Professionals: Omega-3 Fatty Acids. U.S. National Institutes of Health. 2018.
  4. Tripkovic L, Lambert H, Hart K, et al. Comparison of vitamin D2 and vitamin D3 supplementation in raising serum 25-hydroxyvitamin D status: a systematic review and meta-analysis. Am J Clin Nutr. 2012;95(6):1357-1364.
  5. Pathak K, Soares MJ, Calton EK, Zhao Y, Hallett J. Vitamin D supplementation and body weight status: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. Obes Rev. 2014;15(6):528-537.
  6. Almohanna HM, Ahmed AA, Tsatalis JP, Tosti A. The Role of Vitamins and Minerals in Hair Loss: A Review. Dermatol Ther (Heidelb). 2019;9(1):51-70.
  7. Aranow C. Vitamin D and the immune system. J Investig Med. 2011;59(6):881-886.
  8. Blowey DL. Diuretics in the treatment of hypertension. Pediatr Nephrol. 2016;31(12):2223-2233.
  9. Maeda SS, et al. Recomendações da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) para o diagnóstico e tratamento da hipovitaminose D. Endocrinol Metab. 2014;58(5):411-33.
  10. Institute of Medicine (US) Committee to Review Dietary Reference Intakes for Vitamin D and Calcium; Ross AC, Taylor CL, Yaktine AL, et al., editors. Dietary Reference Intakes for Calcium and Vitamin D. Washington (DC): National Academies Press (US); 2011. 3, Overview of Vitamin D.
  11. Piotrowska A, Wierzbicka J, Żmijewski MA. Vitamin D in the skin physiology and pathology. Acta Biochim Pol. 2016;63(1):17-29.

Blog

Deseja uma vida mais saudável e feliz? Acompanhe os nossos conteúdos sobre suplementos de vitamina D, alimentação, exercícios, imunidade e muito mais para ter um corpo e uma mente sã!

Veja todos os posts

Conheça a linha
completa de Addera

Addera D3

A marca de vitamina D número um do Brasil possui suplementos alimentares de diversos formatos (comprimido, cápsula, gotas e filme). Conheça todos!

Addera +

Nossa linha de suplementos de vitamina D em associação com outros nutrientes é perfeita para quem deseja benefícios específicos, como melhora da concentração. Confira!